Unidade Residencial Aristides de Sousa Mendes

Santa Casa da Misericórdia da Amadora

Introdução

A Unidade Residencial Aristides de Sousa Mendes (URASM) foi construída pela Câmara Municipal da Amadora e é gerida pela Santa Casa da Misericórdia da Amadora (SCMA). Abriu as portas no dia 1 de fevereiro de 2016. É uma estrutura residencial diferenciadora para pessoas idosas, com capacidade para 51 utentes. Regida pelo estipulado nos Estatutos da SCMA e pela legislação que regula as IPSS’s. Pretende-se que a URASM seja um espaço que maximize a autonomia dos residentes, que promova o envelhecimento ativo e quebre as rotinas do envelhecimento, que mantenha a identidade de cada um e que desenvolva projetos intergeracionais, fomentando a solidariedade entre gerações.

É uma resposta multidisciplinar e com respostas integradas, uma vez que o Serviço de Apoio Domiciliário (SAD) nesta freguesia também está sediado neste espaço e alguns utentes de SAD beneficiam dos serviços desta resposta, como as refeições, atividades de animação, cabeleireiro, apoio de enfermagem e Psicologia.

A metodologia de intervenção da URASM coloca o residente no centro da ação, neste sentido, toda a nossa abordagem assenta nas necessidades específicas que cada residente nos apresenta. Desta forma, pretendemos garantir a qualidade na prestação direta de cuidados de alimentação, higiene e conforto, higiene dos espaços, tratamento de roupa, segurança, atividades de animação, cuidados de saúde e acompanhamento biopsicossocial aos utentes, maximizando as capacidades de cada um, com o objetivo de promover a qualidade de vida, o bem-estar e a satisfação pessoal dos residentes.


Missão

• Proporcionar aos residentes serviços de qualidade, que potenciem e salvaguardem a sua identidade, integridade e autonomia, promovendo o envelhecimento ativo, o bem-estar e a qualidade de vida através da manutenção de espaços individuais e coletivos e da prestação de cuidados que primam pela qualidade, inovação e assistência permanente.

Visão

• Atingir o maior grau de satisfação possível dos residentes, através da prestação de cuidados de higiene, saúde, conforto e bem-estar com qualidade e humanismo, garantindo a identidade, integridade e autonomia individual e promovendo a qualidade de vida e a satisfação pessoal dos residentes.

Valores

• As Obras de Misericórdia;
• Humanização;
• Qualidade;
• Integridade vs Identidade;
• Ética Profissional;
• Sustentabilidade;
• Intergeracionalidade;


Localização

A URASM está localizada na Urbanização Alto da Mira, na freguesia de Mina D’ Água, próxima dos acessos da CRILL e CRELL. Situa-se na Rua Aristides de Sousa Mendes N.º 8 Mina d’Água, Amadora.


Mapa.

Instalações

A URASM é constituída por 45 apartamentos de tipologia 1 e de tipologia 2, distribuídos por 3 pisos, no piso 0 encontram-se localizados todos os serviços de apoio aos utentes, nomeadamente o espaço de refeições, cabeleireiro, gabinete médico/enfermagem, gabinete de psicologia, salas de estar, sala de atividades de animação, sala de fisioterapia de manutenção, gabinetes técnicos, zona de secretariado, cozinha e lavandaria.

Sala de Estar.

Sala de Atividades.

Espaço Comum (Fotografias dos Utentes).

Quarto.

Utentes no Refeitório.

Funcionamento Geral

A URASM funciona 24 horas por dia, 365 dias por ano. A equipa da URASM é constituída por uma Diretora Técnica, que acumula as funções de Assistente Social, 1 Encarregada, 17 Ajudantes de Lar, 8 Auxiliares de Serviços Gerais, 1 Administrativa, 1 Porteiro, 1 Animadora, 3 Enfermeiras, 1 Psicóloga, 1 Fisioterapeuta. A SCMA estabeleceu uma parceria com os “Anjos da Noite” e conta com o apoio clínico uma vez por semana.


Documentos

Regulamento Interno
. Regulamento Interno (em vigor)

Plano Anual de Atividades
. Plano Anual de Atividades 2017-2018



Intervenção Holística – Modelo Centrado & Integrado na Pessoa

A Misericórdia da Amadora tem vindo a colocar o foco no desenvolvimento e entrega de metodologias e estratégias que sirvam o perfil, continuadamente em mudança, de necessidades/ expetativas/ limites das Pessoas.

Do ponto de vista da Cultura Organizacional, a Misericórdia está, neste momento, a trabalhar na redefinição e readaptação do seu Modelo de Intervenção, tornando-o, cada vez mais, centrado na Pessoa e nas suas necessidades/expetativas/limites. Este Modelo está a ser trabalhado colaborativamente, envolvendo todos os Responsáveis das áreas Sociais (ERPI; Centros de Dia; SAD) e da Saúde, dando Voz às Pessoas e aos profissionais que com elas trabalham diretamente no terreno, constituindo-se este Modelo como verdadeira ferramenta de Change Management.

Este modelo assenta nos seguintes pressupostos:
- Integração de cuidados: Equipas da 3ª e 4ª Idades e da Saúde, apoiadas por Tecnologia associada à Telemonitorização, Teleassistência e Domótica, prestam cuidados conjuntos a pessoas, em ambiente que lhes seja mais protetor e securizante (descentralização e desmaterialização da Intervenção).

- Personalização e Centralidade dos Cuidados: a Pessoa como Centro do Modelo, assumindo a Instituição, o desafio de adaptar-se às necessidades, às expectativas e aos limites da Intervenção. Equipas multidisciplinares que, em Entrevista Inicial, ouvem, discutem e consensualizam o Plano de Cuidados com a Pessoa, centro da Intervenção, e com as Pessoas que são suas referências familiares e sociais (amigos, vizinhos,…); que revêm trimestralmente diagnósticos e reformulam o Plano.

- Escola de Cuidadores: mais que um Programa, uma Escola, de âmbito alargado, focada na Capacitação de Cuidadores Formais, Informais e no Autocuidado, com um objetivo: empowerment. Uma Escola que, enquadrada pela Responsabilidade Social Institucional, tem duas dimensões: interna (foco nos utentes/clientes, familiares respetivos e profissionais) e externa (capacitação da Comunidade e de outras Organizações).