Saúde para Todos

Santa Casa da Misericórdia da Amadora

Âmbito do projeto

Cuidados integrados e personalizados na comunidade para pessoas com mais de 65 anos.

Financiamento

“Saúde para Todos” é um projeto financiado pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), no âmbito do plano “Comunidades em Ação – Operações integradas metropolitanas”, iniciativa da Área Metropolitana de Lisboa.

Apoio financeiro do PRR e da UE

Operação da Encosta do Sol: 170.000,00€
Operação de Mina de Água: 170.000,00€

Acesso ao site PRR

https://recuperarportugal.gov.pt

Responsabilidades da SCMA

• Responsável pela coordenação do projeto e implementação e monitorização da vertente de acompanhamento ao domicílio.
• Responsável pela articulação com ACES Amadora para acesso a informações sociais e de saúde críticas; formação de profissionais de saúde envolvidos no projeto e encaminhamento para consultas e rastreios.

Parcerias

A SCMA tem como parceiros principais a Câmara Municipal da Amadora e o ISCTE na co gestão estratégica do projeto, inserindo-se o mesmo no programa de operações integradas em comunidades desfavorecidas no concelho, desenvolvido por estas entidades. Contamos, igualmente, com o apoio do ACES Amadora e das Juntas de Freguesia de Mina de Água e da Encosta do Sol.

A operação no Território da Amadora

Freguesias da Mina de Água e da Encosta do Sol, em particular, as comunidades do Casal da Boba e do Casal da Mira, compreendendo uma população envelhecida de aproximadamente 5200 pessoas, em situação de vulnerabilidade biopsicossocial.

Linha temporal

O projeto teve início em 2022, com perspetiva de concretização em 2025.

A equipa

A equipa será constituída por enfermeiros, técnicos de serviço social e de psicologia, e técnicos administrativo-financeiros.

Objetivos

• Aproximar os serviços de saúde à população;
• Assegurar o acesso a cuidados de saúde para a população em situação de isolamento e dependência e/ou sem médico de família, promovendo a sua ativação;
• Promover hábitos saudáveis, a prevenção e a literacia da saúde.

Dimensões da intervenção: domicílio e encaminhamento para Centros de Saúde da Amadora

• Intervenção delineada a partir da identificação de adultos com mais de 65 anos que se encontrem sem Médico de Família atribuído e/ou em situação de vulnerabilidade biopsicossocial, seguida de uma avaliação da sua condição de saúde e psicossocial;
• Referenciação para uma de duas vias de seguimento: acompanhamento no domicílio (responsabilidade da SCMA em parceria com o ACES Amadora) ou encaminhamento para consultas e rastreios nos Centros de Saúde. Esta referenciação tem por base o diagnóstico do grau de dependência física e/ou situação de risco psicossocial, realizado pela equipa de enfermeiros e técnicos sociais do projeto;
• A prestação de cuidados no domicílio contempla cuidados de enfermagem; monitorização de sinais vitais, gestão da diabetes e dos consumo de álcool e tabaco; verificação do cumprimento do Programa Nacional da Vacinação avaliação da condição psicossocial e referenciação médica e social;